Bypass

Bypass: 7 vantagens do procedimento

A cirurgia bariátrica revolucionou o tratamento da obesidade mórbida ou grave. Isso porque essa técnica promove a perda de peso necessária para pacientes que não conseguiram emagrecer por métodos tradicionais. O procedimento pode ser feito de diferentes formas, como, por exemplo, o bypass gástrico.

Já ouviu falar nessa técnica? Quer saber mais sobre os benefícios que ela oferece em comparação aos outros métodos? Então, recomendamos a leitura deste texto. A seguir, responderemos a todas as suas dúvidas.

O que é o bypass gástrico?

Também conhecida como gastroplastia “Y de Roux”, o bypass gástrico é a modalidade mais comum no Brasil, representando cerca de 75% de todas as cirurgias bariátricas do país.

Isso acontece por essa técnica ser muito efetiva, permitindo eliminar grande parte do excesso de peso do paciente e mantê-lo a longo prazo. Por isso, atualmente, o bypass gástrico é o padrão ouro da cirurgia bariátrica.

Como funciona?

No bypass gástrico, dividimos o estômago em duas partes através de um grampeamento cirúrgico. Dessa forma, na parte maior, mantemos toda a vascularização do órgão e retiramos toda a parte do trânsito alimentar. Assim, o alimento passará pela porção menor.

Além disso, o intestino também sofre um pequeno desvio na sua porção inicial, alterando a trajetória do alimento pelo trato digestivo. Nesse sentido, com essas modificações, o alimento chega mais rápido na parte final do intestino delgado.

Com isso, os hormônios da saciedade são estimulados e produzidos mais rapidamente, eliminando a sensação de fome e aumentando o gasto energético que, por sua vez, também contribui para a perda de peso.

Dessa forma, podemos dizer que o bypass gástrico promove duas intervenções: a redução do volume gástrico, reduzindo a sensação de fome, e a modificação no intestino, levando à saciedade precoce e a melhora metabólica.

Qual a indicação?

O bypass gástrico é um tratamento cirúrgico para a obesidade. Contudo, existem critérios para que uma pessoa seja apta ao procedimento. Esses requisitos são:

  • tempo de evolução da doença;
  • realização anterior de tratamentos convencionais para a perda de peso por, pelo menos, 2 anos;
  • presença de doenças associadas à obesidade;
  • ter o Índice de Massa Corpórea (IMC) igual ou maior que 40 kg/m2, sem comorbidades; ou IMC entre 35 e 39 kg/m2 com, no mínimo, duas comorbidades;
  • ter idade entre 18 e 65 anos. Além disso, se menor de 18 anos ou idade superior a 65 anos, o caso será avaliado individualmente e considerará o risco cirúrgico, a gravidade da doença, a qualidade de vida e os benefícios do emagrecimento.

Quais os benefícios do bypass gástrico?

Quando comparado aos outros métodos, o bypass gástrico se destaca pelas vantagens que proporciona ao paciente. Portanto, a seguir, conheça mais sobre elas:

  1. redução acentuada de peso, que se mantém a longo prazo
  2. remissão de doenças associadas à obesidade, como a hipertensão arterial, o diabetes tipo 2, as dores articulares e os níveis de ácido úrico;
  3. menor risco de mortalidade;
  4. aumento da expectativa de vida;
  5. maior redução de apetite e aumento da saciedade;
  6. baixo índice de complicações;
  7. aumento do gasto energético.

Enfim, como você pode perceber, são muitos os fatores que explicam as vantagens da cirurgia bariátrica por bypass gástrico. Portanto, se você está planejando a realização deste procedimento, converse com seu médico sobre a técnica mais adequada ao seu caso.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Então, leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião em Belo Horizonte! 

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp