síndrome do intestino irritável

O que é a síndrome do intestino irritável?

Dor, cãibras, diarreia, distensão abdominal, gases e constipação são alguns dos sintomas característicos da síndrome do intestino irritável (SII), condição que é constantemente confundida com intolerâncias alimentares e que acomete cerca de 15% da população mundial.

Você já ouviu falar nessa condição? Sabe como ela é causada? Conhece os sintomas? Caso não, recomendamos a leitura deste post. Nele, você encontrará a resposta para todas as suas dúvidas a respeito do tema.

O que é a síndrome do intestino irritável?

A síndrome do intestino irritável é um distúrbio gastrointestinal muito comum, respondendo por cerca de 30% de todos os diagnósticos nos consultórios de gastroenterologistas. O quadro se caracteriza pela dor abdominal e alterações no trânsito intestinal sem uma causa orgânica aparente

Apesar de provocar sintomas desagradáveis, apenas uma pequena parcela dos pacientes desenvolvem quadros mais graves. Além disso, a SII não provoca inflamações ou lesões no intestino e nem tem relação com quadros de câncer intestinal.

Ainda, a síndrome do intestino irritável costuma ser classificada como um distúrbio funcional, pois impede o funcionamento normal do organismo ao afetar o movimento intestinal, a sensibilidade dos nervos intestinais ou a forma como cérebro controla essas funções.

Quais são os sintomas?

Geralmente, a SII se inicia na adolescência ou no início da vida adulta, produzindo sintomas que surgem e desaparecem espontaneamente. Em situações excepcionais, o quadro pode se manifestar após os 30 anos.  No que se refere aos sintomas, os pacientes costumam apresentar:

  • dor abdominal;
  • constipação ou diarreia;
  • inchaço abdominal;
  • presença de muco nas fezes;
  • gases;
  • dores de cabeça;
  • fadiga;
  • ansiedade;
  • dor muscular;
  • náusea;
  • sensação de esvaziamento incompleto após a evacuação;
  • mudança na consistência das fezes, podendo ser moles ou empelotadas e duras.

Outra importante característica da síndrome do intestino irritável é a dor contínua, forte, que ocorre na parte inferior do abdômen e que raramente surge durante o período em que o paciente está dormindo.

Como a síndrome do intestino irritável é causada?

Ainda não há comprovação dos fatores que causam a SII. Acredita-se que tenha origem multifatorial, pois o trato digestivo é mais sensível a estímulos, fazendo com se incomodem com gases ou contrações que são naturais para outros indivíduos.

Ademais, o consumo excessivo de calorias costuma ser um fator desencadeante da síndrome. Em outros casos, existem determinados alimentos que agravam os sintomas. Já em alguns pacientes, a velocidade da ingestão das refeições ou um longo período de jejum inicia uma crise.

Por fim, acredita-se que haja uma forte relação da SII com estresse, ansiedade, medo, depressão, uso de laxantes e alterações hormonais. Porém, nem sempre estes fatores estão presentes, o que torna o seu diagnóstico um grande desafio.

Como é o tratamento?

O tratamento para a SII é individualizado. Como não há uma causa comprovada, as medidas são tomadas de acordo com as suspeitas do paciente e do médico. Assim, se houver a percepção de que algum alimento produz a síndrome, a sua ingestão deverá ser evitada. 

Quando há relação com o estresse, o paciente deve adotar medidas para controlá-lo. Por isso, na maioria dos casos, o médico poderá recomendar alimentação balanceada, maior ingestão de fibras, comer mais devagar e em menor quantidade ou uso de laxantes, anticolinérgicos, antidepressivos, probióticos ou medicamentos contra a diarreia.

Com a leitura deste post, você conheceu tudo o que precisava sobre a síndrome do intestino irritável. Caso tenha mais dúvidas ou suspeite de algum sintoma, procure um médico para ser orientado e avaliado.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião em Belo Horizonte! 

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp