Hérnia de hiato

Hérnia de hiato: O que é e como é o tratamento?

Entre o tórax e a cavidade abdominal existe uma separação interna, que é feita pelo músculo diafragma. A hérnia de hiato é uma condição que surge em função de problemas no mau posicionamento do estômago e de esôfago.

Você já ouviu falar nessa condição? Conhece as alternativas de tratamento? Caso não, recomendamos a leitura deste post. A seguir, explicaremos tudo o que você precisa saber sobre o assunto.

O que é hérnia de hiato?

No corpo humano, o tronco pode ser dividido entre o tórax e o abdômen. O diafragma é uma estrutura muscular que separa essas duas partes. Acima desse músculo está o esôfago e abaixo o estômago.

Ainda, a abertura pela qual o esôfago passa é chamada de hiato esofagiano do diafragma. A hérnia de hiato ocorre quando o hiato é maior que o normal, afetando o posicionamento do estômago e do esôfago.

Ademais, existem dois principais subtipos dessa hérnia: de rolamento (paraesofágica) e por deslizamento. No primeiro caso, a porção que une os dois órgãos permanece abaixo do diafragma, mas parte do estômago extravasa pela abertura.

Já na hérnia por deslizamento, a região onde ocorre a reunião entre esôfago e estômago se projeta para cima do diafragma. Geralmente, uma pequena porção do estômago também fica sobre o músculo. Esse é o tipo mais comum.

Por que ocorre?

Uma das causas mais recorrentes de hérnia de hiato é o afrouxamento da musculatura ou alargamento da abertura. Ainda não se sabe o que motiva essas condições, mas acredita-se que há uma relação com a idade, obesidade e/ou tabagismo.

Quais são os sintomas?

Na maioria dos casos, os pacientes não costumam apresentar sintomas. Porém, a hérnia provoca um enfraquecimento da musculatura na passagem do esôfago para o estômago, o que pode resultar no quadro de refluxo gastroesofágico.

Quando a hérnia é pequena, tende a ser assintomática. Contudo, caso tenha um tamanho maior que o padrão, pode causar azia, arrotos constantes, dificuldade para engolir, fadiga, dor no peito, falta de ar, tosse crônica, palpitações e arritmia.

Ademais, caso o conteúdo extravasado fique preso ou seja comprimido pelo diafragma, pode impossibilitar a circulação sanguínea no órgão, sendo um quadro grave e que exige assistência médica imediata.

Como é o tratamento?

O objetivo do tratamento é aliviar os sintomas e prevenir as complicações. Quando o paciente desenvolve refluxo, o médico pode prescrever medicamentos que neutralizam a acidez estomacal, reduzam a produção desse ácido ou que aceleram o esvaziamento do estômago.

Ainda não existem procedimentos ou fármacos capazes de restabelecer a força do músculo diafragma. Neste sentido, em casos graves, a cirurgia é a única alternativa possível de tratamento. 

A intervenção cirúrgica é comumente utilizada para tratar hérnias grandes em que haja o risco de compressão das estruturas do tórax. Além disso, também é uma opção para os pacientes que não obtiveram sucesso com o tratamento medicamentoso.

Ademais, o procedimento é feito por videolaparoscopia ou por cirurgia robótica e consiste no reposicionamento do esôfago e do estômago, e na correção de possíveis problemas nas estruturas musculares.

Enfim, com a leitura deste post, você conheceu um pouco mais sobre a hérnia de hiato e seus sintomas, causas e formas de tratamento. Caso suspeite de algum sintoma, procure o seu médico para ser avaliado.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião em Belo Horizonte! 

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp