Cirurgia Bariátrica

Cirurgia Bariátrica: 4 dicas para uma alimentação saudável

A cirurgia bariátrica representa um avanço importante no tratamento da obesidade. Porém, para que a perda de peso se mantenha e ocorra a adaptação do organismo às alterações realizadas, é preciso seguir à risca as orientações pós-operatórias, especialmente no que se refere à alimentação.

Você sabe como deve ser a dieta após o tratamento? Caso não, recomendamos a leitura deste post. A seguir, preparamos uma lista com diversas dicas para manter uma alimentação saudável.

Mudanças alimentares após a cirurgia bariátrica:

1) Atenção às fases da dieta pós-operatória

Geralmente, a cirurgia bariátrica promove mudanças no funcionamento do trato digestivo, além da redução do tamanho do estômago. Assim, o organismo precisa passar por um período de adaptação.

Nesse sentido, a alimentação pós-operatória é dividida em 4 fases. A primeira delas é a dieta líquida, que se inicia logo após o procedimento e termina no 15º dia do pós-cirúrgico. Nessa fase o consumo é restrito a pequenas porções de líquidos, sem açúcar, temperos, sal ou cafeína.

Na segunda fase a alimentação pastosa começa e se mantém até o 45º dia após a cirurgia. Portanto, nesse período o paciente deve consumir, no máximo, 75g de proteína por dia, de forma pastosa, como creme de legumes, mingaus, purês, vitaminas ou sucos.

Além disso, a dieta branda é a preparação para o retorno à alimentação sólida e deve prosseguir até o 60º dia do pós-operatório. Então, o paciente pode ingerir alimentos sólidos, mas eles precisam ser macios e bem cozidos, sem casca ou bagaço.

Outrossim, a partir do segundo mês a alimentação sólida começa gradualmente, dando preferência a alimentos como ovo cozido, peixe cozido, carne moída e alimentos pobres em gorduras e açúcar.

2) Hidratação

Vale pontuar que a água é fundamental para o bom funcionamento do organismo, especialmente para quem passou pela cirurgia bariátrica. Assim, a recomendação é de ingerir 2 litros por dia, com cuidado.

Isso porque o estômago está reduzido e não suporta grandes volumes. Assim, o ideal é consumir a quantidade diária de forma fracionada, em pequenas porções. Dessa forma, a hidratação é fundamental para uma boa recuperação.

3) Suplementação

A suplementação vitamínica é parte essencial dos cuidados pós-operatórios, pois a absorção de nutrientes torna-se menos eficiente após as mudanças no trato digestivo. No primeiro mês, ferro e vitaminas B e D devem ser suplementadas.

Posteriormente, o médico prescreverá um polivitamínico de consumo ininterrupto. Esses cuidados garantem que o paciente não desenvolva problemas como anemia, fraqueza, dor muscular e óssea.

4) Mastigar bem os alimentos

Uma queixa comum de quem realiza a cirurgia bariátrica é a sensação frequente de que o alimento ficou preso na garganta. De fato isso ocorre, levando o paciente a vomitar para liberar a passagem.

Para evitar esse desconforto, recomenda-se mastigar os alimentos devagar e não ingerir pedaços grandes. Além disso, o consumo de refrigerantes não é ideal, pois o gás pode causar mal-estar e estufamento.

Lidando com os efeitos da cirurgia bariátrica

Então, com a leitura deste texto, você conheceu algumas dicas preciosas para manter uma alimentação saudável e evitar complicações pós-operatórias. Continue nos acompanhando por aqui para receber mais dicas como essas.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião em Belo Horizonte! 

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp