Cirurgia bariátrica

Cirurgia bariátrica: como funciona?

Entre 2011 e 2018, ocorreram cerca de 424 mil cirurgias bariátricas no Brasil, representando um crescimento de 84,73% no período, segundo dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM).

Contudo, você sabe como esse procedimento funciona? Conhece as indicações e os benefícios da técnica? Então, não deixe de ler este post. A seguir, responderemos a todas as suas dúvidas a respeito do tema.

O que é a cirurgia bariátrica?

Trata-se de um procedimento cirúrgico utilizado para o tratamento da obesidade mórbida ou grave, com ou sem comorbidades. Dessa forma, a técnica visa reduzir o tamanho do estômago e, em alguns casos, desviar o trânsito do intestino.

Por isso, a cirurgia bariátrica foi popularizada como a “cirurgia de redução de estômago”. Nesse sentido, esse tratamento afeta a capacidade do órgão de receber alimentos, dificultando a absorção de um número elevado de calorias.

Normalmente, nosso estômago tem espaço para consumir de 1 a 1,5 litros de alimentos. Além disso, após passar pela intervenção cirúrgica, essa capacidade reduz para 25 a 200 ml. Com isso, acelera a produção do hormônio da saciedade, diminuindo a vontade de comer.

Quando se indica?

Em primeiro lugar, a cirurgia bariátrica está indicada para pessoas diagnosticadas com obesidade grau II e que não alcançaram resultados satisfatórios com tratamentos conservadores, como dieta e prática de exercícios físicos.

Além disso, o Conselho Federal de Medicina (CFM) estabelece outros requisitos para que um paciente esteja apto ao procedimento:

  • Índice de Massa Corporal (IMC) igual ou superior a 50 kg/m2;
  • IMC igual ou superior a 40 kg/m2, desde que tenha buscado outras alternativas para emagrecer por, pelo menos, 2 anos;
  • IMC igual ou superior a 35 kg/m2 e diagnóstico de outras doenças de risco cardiovascular elevado, como hipertensão arterial, diabetes descompensada e colesterol alto.

Ademais, esse tratamento cirúrgico só é cabível para pessoas com idade entre 16 e 65 anos. Caso o paciente tenha idade inferior ou superior, avalia-se o quadro individualmente e poderá fazer outras exigências.

Quais as técnicas mais utilizadas?

Existem diferentes tipos de técnicas para cirurgia bariátrica e o tratamento pode ser feito por via aberta, videolaparoscópica ou por cirurgia robótica. A seguir, conheça as principais formas de execução da cirurgia bariátrica:

  • banda gástrica: é a técnica menos invasiva e consiste em colocar uma banda em forma de anel, ao redor do estômago, diminuindo seu tamanho e a ingestão de alimentos;
  • bypass gástrico: técnica invasiva em que grande parte do estômago é retirado e a porção restante é conectada ao início do intestino, reduzindo o espaço disponível para a comida e a quantidade de calorias absorvidas. Esse é o procedimento mais realizado no Brasil;
  • gastrectomia vertical: diferente do bypass gástrico, a gastrectomia mantém a ligação natural do estômago ao intestino, retirando apenas uma pequena parte do estômago, diminuindo sua capacidade.
  • derivação biliopancreática: trata-se da cirurgia em que uma pequena porção do estômago e grande parte do intestino delgado são retiradas. Assim, boa parte dos alimentos não são digeridos ou absorvidos, reduzindo a quantidade de calorias da dieta.

Então, como você pode perceber, a cirurgia bariátrica é uma das opções mais eficientes no tratamento da cirurgia bariátrica. Portanto, se você possui os requisitos necessários para este procedimento, converse com seu médico e avalie a possibilidade de realizá-lo.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Então, leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião em Belo Horizonte! 

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp