câncer de intestino

Câncer de intestino: Causas, sintomas e tratamentos

Segundo a pesquisa Atlas de Mortalidade por Câncer realizada periodicamente pelo Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de intestino é responsável por cerca de 19 mil mortes anuais no Brasil. 

Neste post, você vai conhecer mais sobre os sintomas, causas e tratamentos para esta neoplasia maligna. Então, se tem interesse no tema, continue a leitura do texto.

O que é o câncer de intestino?

Trata-se de uma doença que se caracteriza pela multiplicação desordenada de células tumorais no intestino grosso ou delgado. Além disso, é o tipo mais comum de câncer que acomete o trato digestivo, sendo também uma das doenças mais recorrentes na população.

O tratamento do câncer de intestino é mais eficaz quando o diagnóstico é precoce. Contudo, apresenta uma alta taxa de mortalidade, pois é uma doença de difícil rastreio e que surge em forma de pólipos assintomáticos. 

Geralmente, esses pólipos são lesões benignas e continuam assim por toda a vida do paciente. Entretanto, em situações menos comuns, são diagnosticados os pólipos adenomatosos, um tipo de lesão pré-cancerígena. Porém, para que se transforme em uma neoplasia maligna, pode levar até 10 anos.

Como é causado?

O câncer de intestino não tem uma causa específica conhecida. O aparecimento dessa doença está associado à presença de fatores de risco. Esses fatores podem ser modificáveis ou não. A seguir, conheça os principais:

  • sedentarismo: a prática regular de atividades físicas reduz em 50% o risco do câncer colorretal, em comparação às pessoas sedentárias;
  • obesidade: o excesso de peso corporal é um fator de risco para homens e para mulheres na pré-menopausa;
  • alimentação: o consumo de carnes vermelhas e processadas, frituras e gorduras em excesso aumenta o risco de desenvolver a doença;
  • tabagismo: quem fuma acima de 20 cigarros por dia tem três vezes mais chances que os não fumantes;
  • alcoolismo: o consumo excessivo de álcool pode levar ao câncer colorretal;
  • idade: a mortalidade e incidência do câncer colorretal aumenta a partir dos 50 anos;
  • histórico pessoal de câncer de cólon ou de reto, pólipos adenomatosos, diabetes mellitus e de doenças inflamatórias intestinais;
  • síndromes hereditárias:o câncer colorretal está relacionado à síndrome de Lynch, de Peutz-Jeghers, polipose adenomatosa familiar e polipose MUTYH;
  • etnia: a população de raça negra ou judeus de origem europeia estão mais suscetíveis;
  • histórico familiar de câncer colorretal ou de pólipos adenomatosos.

Quais são os sintomas?

Os sintomas do câncer de intestino se assemelham aos de outras doenças intestinais. Entre os mais comuns, estão: diarréias frequentes, sangue nas fezes, gases, alteração na coloração das fezes, cansaço frequente, perda de peso sem razão aparente e/ou dor abdominal.

Existe tratamento para o câncer de intestino?

O câncer de intestino é tratável e, na maioria dos casos, curável, principalmente se for diagnosticado em estágio inicial. No entanto, a ausência de sintomas específicos é uma das barreiras para o tratamento precoce.

Ademais, a melhor opção de tratamento é a cirurgia para remoção da parte afetada do intestino e os gânglios linfáticos. Como medida complementar para evitar a recidiva, pode ser necessário realizar sessões de radioterapia associada ou não à quimioterapia.

Por fim, após o tratamento, é necessário continuar o acompanhamento médico para monitoramento do paciente. Nos casos em que já há metástase, a eficácia dos tratamentos é reduzida e, consequentemente, são menores as chances de cura.

Enfim, o câncer de intestino é uma doença grave e de difícil diagnóstico. Por isso, é preciso estar atento à presença de sintomas. Além disso, a realização de check-ups periódicos é um importante aliado na identificação da doença.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião em Belo Horizonte! 

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp