diverticulite

O que é diverticulite?

Diverticulite, como o próprio nome sugere, é uma inflamação digestiva caracterizada por divertículos inflamados e/ou infectados. Divertículos, por sua vez, são pequenas saliências situadas na parede interna do intestino. Vale destacar que os divertículos podem se formar em qualquer porção do trato digestivo, como por exemplo, no estômago, esôfago e intestino delgado. Entretanto, são mais comuns no intestino grosso.

Essas bolsas salientes e pequenos quistos que aparecem no sistema digestivo podem surgir em qualquer fase da vida, porém, a partir dos 40 anos de idade, a incidência é maior, dando origem à diverticulose, um quadro mais brando e benigno. Já a diverticulite é preocupante e pode gerar complicações. Quer saber mais a respeito dessa doença? Leia o texto e entenda melhor o assunto.

Quais são os tipos de diverticulite?

A diverticulite é dividida em duas categorias: diverticulite hipotônica e diverticulite hipertônica. A primeira é uma condição de saúde na qual os orifícios diverticulares são grandes e estão presentes na maioria dos segmentos do cólon, sendo bastante comum em idosos. A segunda é caracterizada por orifícios diverticulares bem pequenos, que estão presentes em menos partes do cólon e acometem normalmente indivíduos mais jovens.

Quais são as causas da inflamação?

Não há uma causa específica, mas a diverticulite pode estar associada à dieta pobre em fibras. Pesquisas apontam que os divertículos inflamados são mais comuns entre pessoas que consomem alimentos refinados, como pão branco, bolachas, bolos industriaçizados, açúcar, arroz branco, etc.

Esse tipo de alimentação favorece a constipação e as fezes endurecidas, gerando um esforço anormal para a evacuação. Tal esforço produz uma pressão no cólon e pode contribuir para a formação de pequenas bolsas e quistos.

Com eles formados, pequenas partículas de fezes podem ficar presas aos divertículos, resultando na infecção ou inflamação. Fatores como obesidade e tabagismo também são capazes de aumentar o risco de diverticulite.

E os sintomas?

Quem tem diverticulose não apresenta sintomas, diferentemente de quem possui diverticulite. A inflamação/infecção dos divertículos pode vir acompanhada de manifestações físicas incômodas, incluindo sensibilidade abdominal, gases, inchaço, febre, calafrios, náuseas, vômitos, redução do apetite, etc.

Como tratar?

A diverticulite é um quadro passível de tratamento, mas antes de definir a abordagem terapêutica é fundamental confirmar o diagnóstico através de exame clínico, associado a outras avaliações aprofundadas, como colonoscopia, tomografia, enema opaco e ultrassom. Por vezes, a inflamação é descoberta eventualmente em exames de rotina. Em outros casos, a detecção do problema só ocorre depois de crises agudas.

Se confirmada, a diverticulite deverá ser tratada de acordo com a frequência, intensidade e gravidade dos sintomas. Pode ser que o paciente precise ficar internado, sobretudo, se houver complicações como obstrução intestinal. Os quadros mais graves demandam cirurgia, enquanto os mais amenos podem ser tratados com medicação e mudança nos hábitos alimentares.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião em Belo Horizonte!

Comentários
Avatar

Posted by Dr. Diego Paim