má digestão

Má digestão: quais as causas e tratamento?

A má digestão ou dispepsia, como é chamada, é um dos problemas gástricos de maior prevalência na população mundial e pode, ou não, ter relação com outras doenças, hábitos alimentares e estilo de vida.

Você já sofreu com esse sintoma? Conhece as causas e as possibilidades de tratamento? Então, recomendamos a leitura deste post. Neste texto, explicaremos tudo sobre o assunto.

O que é a má digestão?

A dispepsia pode ser definida como uma indisposição temporária provocada por uma digestão irregular. No entanto, diferente do que muitos imaginam, raramente essa condição está relacionada com o fígado.

Para que os alimentos sejam absorvidos pelo intestino delgado, eles precisam ser submetidos a todas as enzimas e ácidos gástricos. Assim, adquirem formas e conteúdos apropriados para serem processados pelo órgão.

Ademais, a má digestão pode ser classificada em diferentes tipos. Quando é funcional, indica que os sintomas não têm relação com outras patologias. Se for orgânica, há uma associação do sintoma com outra doença.

Além disso, a dispepsia também pode ser do tipo não diagnosticada, que tem como característica a ausência de esclarecimento e investigação sobre as causas e os sintomas apresentados pelos pacientes.

Como é causada?

A má digestão pode ser provocada por diversos fatores, tais como, comer depressa demais sem a mastigação adequada dos alimentos, consumir líquidos em excesso durante as refeições, abusar de alimentos gordurosos e das frituras.

Ademais, a dispepsia pode ter sua causa relacionada com outras doenças subjacentes. Porém, nesses casos estão presentes outros sintomas, como, por exemplo, dor abdominal, arrotos, empachamento, sensação de peso, náusea,  queimação e saciedade precoce.

Por fim, outros fatores que, se não causam o sintoma, pelo menos, contribuem para que ele ocorra, são o uso de cigarro e outros produtos derivados do tabaco, consumo excessivo de cafeína e a ingestão acentuada de alimentos ricos em fibras.

Quais os sintomas?

Os arrotos e a azia são os sintomas mais recorrentes apresentados por pessoas com indigestão, principalmente após as refeições. A frequência pode ser ainda maior quando a alimentação é rica em carnes e gorduras. Outros sinais comuns de dispepsia são:

  • sensação de queimação e de estômago cheio;
  • flatulência;
  • enjoos e vômitos;
  • diarreia ou prisão de ventre;
  • cansaço excessivo.

Além disso, a má digestão afeta a absorção dos nutrientes pelo intestino. Desse modo, o indivíduo pode apresentar traços de anemia e deficiência de vitaminas.

Existe tratamento?

O tratamento contra a dispepsia é realizado pelo gastroenterologista ou pelo clínico geral, a depender do tipo de sintomas apresentados pelo paciente. Geralmente, o médico prescreve medicamentos que aliviam os sintomas e facilitam a digestão dos alimentos.

O paciente será orientado a mudar seus hábitos alimentares através da adoção dos seguintes comportamentos: evitar alimentos que causam a indigestão, fazer pequenas refeições durante o dia, eliminar o uso de cafeína e álcool, evitar alguns analgésicos e buscar alternativas para o estresse e a ansiedade.

Então, com a leitura deste post, você entendeu um pouco mais sobre a má digestão e suas consequências para o organismo. Portanto, na presença dos primeiros sintomas, procure o seu médico para ser avaliado.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião em Belo Horizonte! 

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp