cirurgia bariátrica

Quando a cirurgia bariátrica é indicada?

Segundo a Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) 2019, o percentual de pessoas obesas no Brasil mais que dobrou no período entre 2002 e 2019, acometendo cerca de 26% da população. Entre as principais opções de tratamento está a cirurgia bariátrica.

No entanto, nem todos estão aptos a realizar o procedimento. Você sabe quando esta cirurgia é indicada? Caso não, recomendamos a leitura deste post. A seguir, explicaremos tudo sobre o tema.

O que é a cirurgia bariátrica?

Trata-se do procedimento realizado para o tratamento da obesidade mórbida ou grave, quando houver comorbidades. A cirurgia bariátrica não é um procedimento disponível para qualquer pessoa com obesidade. Para realizá-la, o indivíduo precisa atender aos requisitos da resolução n.º 1942/2010 do Conselho Federal de Medicina (CFM).

Assim, cumprindo esses critérios, são realizados diversos exames clínicos e laboratoriais, e consultas com diferentes especialistas. Ademais, a cirurgia de redução de estômago, como também é chamada, pode ser feita a partir das seguintes técnicas:

  • bypass gástrico: técnica que consiste em grampear o estômago do paciente, para reduzir a sua fome, e desviar o caminho do intestino, para fomentar o aumento na produção dos hormônios da saciedade;
  • gastrectomia vertical (sleeve): é o método que transforma o estômago em um tubo de, no máximo, 100 ml de volume, diminuindo em até 70% da sua capacidade;
  • derivação biliopancreática: é a associação do método sleeve com parte da técnica de bypass gástrico, reduzindo 85% do tamanho do estômago e desviando o caminho do intestino;
  • banda gástrica ajustável: consiste na inserção de um dispositivo de silicone no início do estômago, sendo conectado a um reservatório no qual é injetado água destilada para estreitar ainda mais o órgão ou para aliviá-lo.

Quando é indicada?

A cirurgia bariátrica não deve ser vista como uma alternativa mais rápida para o emagrecimento, mas sim como uma medida terapêutica complexa que se torna uma opção apenas quando o paciente já buscou outras formas de emagrecer e não obteve sucesso.

Ainda, o primeiro requisito estabelecido pelo CFM refere-se ao Índice de Massa Corpórea (IMC). Para realizar a cirurgia, o paciente precisa ter o IMC maior ou igual a 40, ou, se houver comorbidades, maior ou igual a 35. 

Além disso, também é necessário que ele tenha realizado por, pelo menos, dois anos o tratamento convencional para a perda de peso. Outros critérios exigidos são: ter o diagnóstico de obesidade há, no mínimo, cinco anos, ter alguma doença associada ao excesso de peso e apresentar as condições de saúde ideais para a cirurgia.

Ademais, antes de passar pela cirurgia bariátrica, o paciente deve cumprir as etapas do pré-operatório que, entre outras coisas, exige uma perda prévia de peso a fim de evitar complicações. 

Quando é contraindicada?

Existem situações em que a cirurgia bariátrica não é indicada. Além do não atendimento aos requisitos do CFM, as seguintes situações também contraindicam a realização do procedimento:

  • gestantes: as gestantes ou mulheres que estejam com projetos de gravidez não são indicadas porque o procedimento pode ocasionar a falta de nutrição ao feto. Apenas entre 15 a 18 meses depois da cirurgia que é permitido engravidar;
  • diagnóstico de doenças cardiopulmonares graves, genéticas, imunológicas ou inflamatórias do trato digestivo, hipertensão portal e síndrome de Cushing;
  • quadro de transtorno psiquiátrico não controlado, incluindo uso de álcool ou drogas ilícitas;
  • ser menor de 16 anos: nesta idade o corpo ainda está em desenvolvimento e aconselha-se que aguarde a maturação óssea e sexual;
  • limitação intelectual significativa em pacientes que não tenham o suporte familiar adequado.

Enfim, com a leitura deste post, você conheceu um pouco mais sobre a cirurgia bariátrica, os requisitos que devem ser cumpridos para que seja realizada e as situações que a contraindicam. 

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião em Belo Horizonte! 

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp