câncer de pâncreas

Câncer de pâncreas: como prevenir?

O câncer de pâncreas é um dos tipos de cânceres de baixa incidência na população brasileira, respondendo por cerca de 2% de todos os casos e por 4% do total de mortes causadas pela doença, segundo o INCA (Instituto Nacional do Câncer).

Ademais, é possível adotar medidas para prevenir o desenvolvimento dessa neoplasia maligna. Quer saber quais são? Então, não deixe de ler este post. A seguir, conheça tudo sobre a doença e formas de prevenção.

Como o câncer de pâncreas é causado?

O câncer de pâncreas é o terceiro tipo de tumor do trato gastrointestinal mais comum, podendo acometer pessoas de ambos os sexos, principalmente a partir dos 55 anos. Essa doença pode se manifestar de três diferentes formas:

  • adenocarcinoma: tipo mais comum e mais agressivo que surge nas células glandulares exócrinas do pâncreas e que está diretamente ligado ao tabagismo. O adenocarcinoma pode ser carcinoma adenoescamo, acinar, mucinoso, de células em anel de sinete ou de células claras;
  • tumores das células das ilhotas do pâncreas: são aqueles que surgem nas células endócrinas do órgão, podendo ser benignos ou malignos. O tipo mais comum é o insulinoma, que afeta a produção de insulina.

Ainda, esse tipo de câncer pode se desenvolver na cabeça, corpo ou cauda do pâncreas e, quando evolui, pode alcançar o tecido pancreático, se direcionar até a cápsula que reveste o órgão e se espalhar por outros órgãos e linfonodos.

Nesses casos de metástases, o câncer de pâncreas costuma se disseminar para o fígado, peritônio, pulmão e pleura. Por ser de difícil diagnóstico, o mais comum é que seja identificado em estágio avançado.

Quais são os fatores de risco?

Assim como outros tipos de câncer, existem fatores de risco que tornam uma pessoa mais suscetível a desenvolver o câncer de pâncreas. No entanto, se enquadrar em um desses fatores não significa que a pessoa irá adquirir a doença. Os mais comuns são:

  • tabagismo: os fumantes têm duas vezes mais chances de serem acometidos por essa doença;
  • obesidade: o excesso de peso corporal também aumenta a predisposição para essa neoplasia maligna;
  • exposição ocupacional: a exposição contínua a determinadas substâncias químicas, comuns nas indústrias de limpeza e metalurgia, podem elevar as chances de desenvolvimento do câncer de pâncreas;
  • idade: o risco é maior a partir dos 45 anos;
  • gênero: homens estão mais suscetíveis que as mulheres;
  • raça: pessoas de raça negra também estão mais propensas;
  • histórico familiar: indivíduos com casos de câncer na família têm maiores probabilidades de adquirir a doença;
  • síndromes genéticas: possuir mutações genéticas hereditárias aumentam as chances de câncer;
  • diabetes: essa neoplasia maligna é mais comum em pessoas com diabetes.

Como prevenir?

Embora não existam diretrizes estabelecidas para a prevenção do câncer de pâncreas, é possível afastar o risco ao evitar os fatores de risco. Então, para prevenir a doença, adote os seguintes comportamentos:

  • parar de fumar;
  • manter um peso corporal saudável;
  • consumir bebidas alcoólicas em quantidades moderadas;
  • reduzir a exposição a substâncias cancerígenas;
  • praticar atividade física regularmente;
  • tratar o diabetes, se houver o diagnóstico;
  • manter uma alimentação saudável.

No entanto, a adoção dessas medidas não significa que o indivíduo estará protegido contra a doença. Além disso, não existem exames de rotina que possibilitem o diagnóstico precoce deste tipo de câncer.

Portanto, esteja atento aos sinais enviados pelo corpo e evite as atitudes que são prejudiciais ao organismo. Além de reduzir as probabilidades de desenvolver o câncer de pâncreas, você viverá uma vida com mais qualidade.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião em Belo Horizonte! 

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp